Terça-feira, 12 de Janeiro de 2016

O último discurso do State of the Union de Obama

 

SOTU-master675.jpg

Barack Obama com o seus assessores Cody Keenan (esq.) Benjamin J. Rhodes e Jennifer Psaki/Foto: Doug Mills/News York Times
 
Ao contrário dos anos anteriores no discurso do "State of the Union", desta vez Barack Obama não deverá apresentar uma lista de propostas ou medidas para implementar. Deverá antes aproveitar o momento para moldar o debate presidencial e definir o rumo que a América deverá seguir com um novo Presidente [democrata, leia-se]. Como referia o New York Times, este discurso é muito importante porque, de certa forma, marca a transição entre um Obama que tem sido central na acção política para um Obama que passará a ser um "célebre espectador". Também um antigo "speechwriter" de Bill Clinton disse que um Presidente no seu oitavo ano de mandato não tem a mesma voz de comando que já vez teve. Por isso, no discurso desta noite, Obama vai estar sobretudo a falar para os americanos (e não para os congressistas), imprimindo um registo de balanço positivo da sua governação, por forma a tentar inverter alguns estudos de opinião que demonstram que a maioria dos americanos está descontente com o rumo que o país está a levar.
 
De acordo com algumas fontes próximas de Obama, o registo do discurso desta noite deverá ser optimista, enaltecendo a criação de emprego, de modo a contrastar com a visão pessimista dos republicanos. Além disso, o discurso de Obama vai ser importante para os candidatos, não propriamente pelo seu conteúdo, mas pelas ondas de choque que pode provocar junto do eleitorado. Isto permitirá aos candidatos afinar estratégias e perceber melhor que caminho devem seguir. No discurso que Obama vai proferir hoje à noite não irá apoiar qualquer candidato presidencial, mas irá, naturalmente, tentar dar uma "ajuda" a Hillary Clinton, enfatizando o seu apoio a temas como as alterações climáticas, controlo de armas e imigração.
 
Publicado por Alexandre Guerra às 15:12
link do post | comentar
partilhar
Quinta-feira, 23 de Janeiro de 2014

O "speechwriter" é um elemento fulcral na comunicação dos Presidentes dos EUA

 

Foto: Pete Souza/The White House

 

O "State of the Union Address" é sempre um dos momentos de comunicação política mais importantes na vida de qualquer Presidente dos Estados Unidos. Cada palavra e mensagem são pensadas cirurgicamente. Ontem, na Sala Oval, Barack Obama via com o seu director de "speechwriting", Cody Keenan, alguns aspectos do discurso que vai ser proferido na próxima Terça-feira.

 

Publicado por Alexandre Guerra às 16:13
link do post | comentar
partilhar

About

Da autoria de Alexandre Guerra, o blogue O Diplomata foi criado em Fevereiro de 2007, mantendo, desde então, uma actividade regular na blogosfera.

Facebook

O Diplomata

Promote Your Page Too

subscrever feeds

Contacto

maladiplomatica@hotmail.com

tags

todas as tags

pesquisa

arquivos