Quarta-feira, 13 de Junho de 2012

Nada como um caso de "cama" para animar a política francesa

 

Que se pode dizer da mais recente polémica francesa? Delirante, mas se se pensar bem, é a França no seu melhor. Da análise que o Diplomata fez, diria que se está perante um caso clássico de "cama". O leitor atente ao seguinte enredo.

 

A primeira dama, Valérie Trierweiler, deu o seu apoio público, através do Twitter, a um rival político de Ségolène Royal no círculo por onde esta concorre nas legislativas em curso, cuja segunda volta se realiza no próximo Domingo.

 

Até aqui nada de extraordinário, não fosse o facto de François Hollande, Presidente recém-eleito e companheiro de Trierweiler, já ter manifestado o seu apoio a Ségolène, mulher com quem foi casado e teve quatro filhos.

 

Perante este desconcerto do casal presidencial no Eliseu, o  Le Monde cita um conselheiro de Hollande: "Esperava crises governamentais, mas não crises conjugais, é alucinante".

 

As más línguas em França dizem que as razões por detrás da decisão de Trierweiler são, na verdade, muito elementares e ancestrais: a primeira dama não gosta da "ex" do seu actual companheiro.

 

Publicado por Alexandre Guerra às 18:01
link do post | comentar
partilhar

About

Da autoria de Alexandre Guerra, o blogue O Diplomata foi criado em Fevereiro de 2007, mantendo, desde então, uma actividade regular na blogosfera.

Facebook

O Diplomata

Promote Your Page Too

subscrever feeds

Contacto

maladiplomatica@hotmail.com

tags

todas as tags

pesquisa

arquivos