Sábado, 26 de Março de 2011

Morreu a última descendente de Lenin

 

Olga Ulyanov numa conferência em 1999/Foto: Mikhail Metzel/AP

 

A notícia passou praticamente despercebida na imprensa internacional, mas nem por isso deixa de ser interessante para os estudiosos do regime soviético e mais interessados na história do comunismo. Morreu ontem em Moscovo, Olga Ulyanov, sobrinha e a última descendente viva de Lenin.

 

Olga, que tinha 89 anos, era a última descendente directa da família Ulyanov, o verdadeiro sobrenome de Lenin.

 

Nascida em 1922, dois anos antes da morte de Lenin, Olga era filha de Dimitri, irmão do famoso revolucionário e médico conceituado que ocupou altos cargos no Ministério da Saúde desde 1917 até à sua morte em 1943.

 

A notícia da morte de Olga foi avançada em comunicado pelo governador de Ulyanovsk, região que viu nascer Lenin e que se repabtizou em homenagem ao líder bolchevique, cujo verdadeiro nome era Vladimir Ulyanov.

 

Olga estudou Química na universidade estatal de Moscovo e sempre foi uma pessoa bastante interventiva na sociedade russa. Membro da união dos jornalistas russos, tinha vários livros publicados e escrito mais de 150 artigos sobre Lenin e a sua família.

 

Uma das causas defendidas por Olga era a manutenção do corpo embalsamado de Lenin no Mausoléu na Praça Vermelha. Ainda em Janeiro escrevia um artigo no jornal Pravda a reiterar a sua vontade.

 

Nos últimos anos, este tem sido um tema amplamente debatido, com uma parte da população russa a exigir a sua remoção, apesar do Governo continuar a defender a presença do corpo de Lenin na Praça de Vermelha.  

 

Publicado por Alexandre Guerra às 15:49
link do post | comentar
partilhar

About

Da autoria de Alexandre Guerra, o blogue O Diplomata foi criado em Fevereiro de 2007, mantendo, desde então, uma actividade regular na blogosfera.

Facebook

O Diplomata

Promote Your Page Too

subscrever feeds

Contacto

maladiplomatica@hotmail.com

tags

todas as tags

pesquisa

arquivos