Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Diplomata

Opinião e Análise de Assuntos Políticos e Relações Internacionais

O Diplomata

Opinião e Análise de Assuntos Políticos e Relações Internacionais

Operação americana no Iraque e a na Síria custa entre 200 a 320 milhões/mês

Alexandre Guerra, 04.11.14

 

As contas mais recentes apontam para mais de mil milhões de dólares gastos até final de Setembro com a operação militar que os Estados Unidos estão a desenvolver no Iraque e na Síria desde oito de Agosto contra o Estado Islâmico (ISIS). São valores avançados pelo Center for Strategic and Budgetary Assessment (CSBA) e podem subir até ao máximo de 1,8 mil milhões de dólares por mês, caso Washington intensifique os ataques aéreos e decida avançar massivamente com 25 mil soldados no terreno (Boots on the Ground). Até ao momento, as operações militares norte-americanas têm-se limitado a acções aéreas cirúrgicas, com uma presença terrestre tímida de um staff de 1600 homens, sobretudo ao nível de apoio de decisão e de aconselhamento (Lower-Intensity Air Campaign).

 

Se tudo se mantiver neste nível, daqui por diante está-se a falar num custo mensal entre 200 milhões a 320 milhões de dólares. No entanto, basta que as operações aéreas aumentem de ritmo e que estejam no terreno 5000 homens, para que os custos ascendam logo aos 350 a 570 milhões (Higher-Intensity Air Campaign).