Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Diplomata

Opinião e Análise de Assuntos Políticos e Relações Internacionais

O Diplomata

Opinião e Análise de Assuntos Políticos e Relações Internacionais

Celebrar MLK

Alexandre Guerra, 21.01.20

 

 

20 de Janeiro é o Dia de Martin Luther King Jr., e, por isso, sugiro o documentário "King in the Wilderness" (HBO/2018), lançado por ocasião do 50º aniversário da sua morte. Vale também a pena parar um pouco e debruçarmo-nos sobre a carta que MLK escreveu quando esteve detido na prisão de Birmingham, Alabama, em Abril de 1963. Foi publicada em vários sítios, incluindo na revista The Atlantic. Barack Obama partilhou-a nas redes sociais e eu também aqui a deixo porque, mais do que nunca, as suas reflexões e ensinamentos podem iluminar aqueles que, cegos pela sua arrogância e radicalismo, apregoam supostos valores cívicos e morais. 

 

Quando os americanos fizeram da música de Hendrix o hino da guerra do Vietname

Alexandre Guerra, 17.01.11

 

 

Escrita por Bob Dylan e lançada originalmente em 1967, a música “All Along the Watchtower” nunca teve na sua génese qualquer ideal bélico ou de intervenção política.

 

Bastaram, no entanto, alguns meses para Jimi Hendix transformar aquela música num autêntico hino da guerra do Vietname. Mais “rasgada” e “eléctrica”, Hendrix edita a sua versão de “All Along the Watchtower” logo em 1968, celebrizando-se imediatamente, nomeadamente junto dos milhares de soldados americanos estacionados no Vietname. O que não é de estranhar, atendendo à naturalidade com que os primeiros refrões da música se adaptavam ao estado de espírito daqueles homens atolados no cenário de guerra vietnamita e sem fim à vista: “There must be some kind of way out of here, Said the joker to the thief, There’s too much confusion, I can’t get no relief.”

 

1968 foi dos anos mais difíceis da guerra do Vietname, marcado sobretudo pela Ofensiva Tet, a 30 de Janeiro, com homens do Exército do Vietname do Norte, apoiados pelos vietcongs (vietnamitas comunistas), a lançarem incursões nas cidades e províncias do Sul do país.

 

Embora em termos militares, as forças americanas com o apoio dos soldados sul-vietnamitas tenham conseguido, de certa forma, ripostar com alguma eficácia, a verdade é que a Ofensiva Tet teve um grande impacto psicológico nos Estados Unidos.

 

Apesar dos vietcongs sofrerem aproximadamente 30 mil baixas e das forças sul-vietnamitas terem ganho ânimo, esta Ofensiva representou um desgaste muito grande na liderança americana e representou um ponto de viragem na guerra do Vietname, obrigando na altura o Presidente Lyndon Johnson a anunciar que não se recandidataria.

 

Desde finais de 1967 que a situação começava a ser insustentável no seio da opinião pública americana. As baixas contavam-se às centenas todas as semanas e o custo anual da guerra era de 30 mil milhões. Nos Estados Unidos, os protestos anti-guerra aumentam e ficam cada vez mais violentos, com o ambiente político a tornar-se explosivo, depois dos assassinatos do histórico líder dos direitos civis, Martin Luther King, a 4 de Abril de 1968, e de Robert F. Kennedy, na altura candidato presidencial pelo Partido Democrata, a 5 de Junho desse mesmo ano.

 

Foi nesta conjuntura que os acordes da Fender Strato de Hendrix se passaram a ouvir nos muitos rádios espalhados pelo Sul do Vietname. “All Along the Watchtower” rapidamente passou a fazer parte do quotidiano da guerra, mas também da política americana.

 

Já com Richard Nixon na presidência dos Estados Unidos (eleito em Novembro de 1968), a 25 de Janeiro de 1969 iniciam-se negociações em Paris para o estabelecimento de tréguas, sendo que a 8 de Julho começa a retirada das forças americanas.

 

O conflito mantém-se no terreno, havendo mesmo uma intensificação de bombardeamentos americanos em 1972 contra o Vietname do Norte, permitindo que no Verão desse mesmo ano a situação estabilizasse para que as últimas tropas terrestres americanas abandonem o terreno. A 27 de Janeiro de 1973 assina-se o acordo de paz entre os Estados Unidos e o Vietname do Norte.

 

Ao recordar esta parte da História é impossível fazê-lo sem ser ao som de “All Along the Watchtower”, o single do Electric Ladyland, o terceiro e último álbum de Jimi Hendrix a ser produzido e lançado enquanto ainda era vivo.

 

*Com um dia de atraso, este é o primeiro texto de uma rubrica anunciada neste espaço na semana passado.