Domingo, 12 de Fevereiro de 2012

Al-Shabab e a al-Qaeda anunciam fusão há muito prevista

 

O movimento al-Shabab na Somália foi referido pela primeira vez pelo Diplomata a 1 de Maio de 2008 e na altura foi descrito como "uma espécie de filial da al-Qaeda" naquele país do Corno de África. Meses depois o assunto voltou a ser mencionado neste espaço.

 

Ontem, segundo a BBC News, o al-Shabab e a al-Qaeda, através de um vídeo conjunto, anunciaram formalmente a sua fusão.

 

Publicado por Alexandre Guerra às 19:36
link do post | comentar
partilhar
Quarta-feira, 6 de Outubro de 2010

A al Qaeda no Iémen

 

A BBC News tem sido um dos meios de comunicação social internacionais mais atentos à actividade terrorista no Iémen e resultado disso é o excelente perfil traçado sobre a al Qaeda na península arábica.

 

Publicado por Alexandre Guerra às 14:51
link do post | comentar
partilhar
Quarta-feira, 25 de Agosto de 2010

EUA falam em "tentativa desesperada", mas a coordenação dos ataques revela o contrário

 

Atentado suicida em Kut, 160 km a sudeste de Bagdad, provocou 19 mortos

 

Dias depois de Washington ter anunciado a retirada da última brigada de “combate” do Iraque, deixando no terreno cerca de 50 mil soldados com funções de apoio e de formação às forças iraquianas, mas também de contraterrorismo e protecção, a conjuntura naquele País mantém-se violenta, apesar do tom optimista veiculado pela administração americana e altos responsáveis militares sobre a sua evolução.

 

Hoje, vários ataques coordenados em diferentes cidades iraquianas provocaram a morte de mais de 50 pessoas. As suspeitas recaem sobre a al-Qaeda, visto que só uma estrutura organizada conseguiria levar a cabo uma operação deste nível, com atentados em cidades de todo o País, muitos deles suicidas.

 

O porta-voz do Exército americano, o major general Stephen Lanza, classificou estes ataques como uma “tentativa desesperada” da al-Qaeda para minar os esforços das forças de segurança iraquianas. Declarações no mínimo ingénuas e falaciosas, porque a operação da al-Qaeda foi para além de uma mera “tentativa desesperada”.

 

Primeiro, tratou-se da concretização de um ataque que se materializou num elevado número de mortes, abalando claramente a confiança das estruturas de segurança e da sociedade em geral. Ou seja, algo mais do que uma “tentativa”.

 

Por outro lado, o Diplomata não concorda com a interpretação do major general Stephen Lanza quando este diz tratar-se de uma acção “desesperada” por parte da al-Qaeda, já que uma das ilações a retirar dos ataques de hoje é precisamente o seu elevado nível de organização e de amplitude.

 

Publicado por Alexandre Guerra às 22:53
link do post | comentar
partilhar

About

Da autoria de Alexandre Guerra, o blogue O Diplomata foi criado em Fevereiro de 2007, mantendo, desde então, uma actividade regular na blogosfera.

Facebook

O Diplomata

Promote Your Page Too

subscrever feeds

Contacto

maladiplomatica@hotmail.com

tags

todas as tags

pesquisa

arquivos