Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Diplomata

Opinião e Análise de Assuntos Políticos e Relações Internacionais

O Diplomata

Opinião e Análise de Assuntos Políticos e Relações Internacionais

PKK poderá ter encontrado uma nova fonte de recrutamento

Alexandre Guerra, 22.09.14

  

Soldado turco vigia refugiados sírios na fronteira entre os dois países/Foto: AP

 

A situação que se vive na fronteira da Turquia com a Síria é neste momento um dos pontos mais dramáticos do mundo. Só nos últimos dias, terão passado por ali 130 mil refugiados vindos da Síria, muitos deles curdos, para procurar refúgio em solo turco. O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), liderado por António Guterres, já alertou para o drama da situação.

 

A Turquia (leia-se o Estado central), que há pelo menos três décadas tem uma relação conflituosa interna com o PKK e que já provocou 40 mil mortos, enfrenta agora uma migração massiva de curdos para o seu território, que a médio prazo poderá tornar-se uma verdadeira dor de cabeça para as autoridades em Ancara.

 

Nos últimos anos, Ancara tem conseguido estabilizar internamente a "questão curda" e a intensidade do conflito tem vindo a diminuir. No entanto, é bem possível que, destes milhares de curdos que agora chegam à Turquia, o PKK encontre uma "fonte" de novos recrutas, inflamados por uma ideologia mais radical, podendo reacender a causa curda no seio do Estado turco. 

  

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.