Terça-feira, 9 de Outubro de 2018

Leituras

 

A Europa é o que resta do Ocidente, é o título de uma boa entrevista de Wolfgang Schussel, antigo chanceler austríaco, que esta Terça-feira deu ao jornal Público. Mais do que nunca, deve ser lida por muitos que, por estes dias, têm escrito e opinado ruidosamente sobre fenómenos políticos que parecem desconhecer.

 

tags:
Publicado por Alexandre Guerra às 11:19
link do post | comentar
partilhar
1 comentário:
De separatista-50-50 a 12 de Outubro de 2018 às 23:28
O EUROPEU COM TIQUES DOS IMPÉRIOS É PERIGOSO:
URGE O SEPARATISMO-50-50
(manifesto em divulgação, ajuda a divulgar)
.
.
O europeu com tiques dos impérios, do presente, continua igual ao do passado: não suporta a existência de povos autóctones que querem prosperar ao seu ritmo e sobreviver pacatamente no planeta (ele não suporta que os autóctones possuam o seu 'canto': o seu espaço no planeta).
.
O europeu com tiques dos impérios É PERIGOSO: ele (em conluio com a alta finança, nomeadamente, a máfia do armamento) se pudesse aplicava um holocausto massivo aos autóctones, cujas intenções Identitárias, coloquem em causa interesses económicos:
-1- autóctones, que têm a SORTE de não estar numa 'ponta esquecida do planeta', são alvo das mais variadas coacções, sancões...
-2- agora, autóctones que têm o AZAR de estar numa 'ponta esquecida do planeta', esses, levam com um holocausto massivo em cima:
---» no passado povos autóctones da América do Norte, da América do Sul, da Austrália foram alvo de holocaustos massivos...
---» em pleno século XXI tribos da Amazónia têm estado a ser massacradas por madeireiros, garimpeiros, fazendeiros com o intuito de lhes roubarem as terras, muitas das quais para serem vendidas posteriormente a multinacionais; FMI's e afins falam no assunto... népia - povos autóctones a viverem pacatamente (e a prosperarem ao seu ritmo) no planeta ia prejudicar o crescimento económico mundial em 0,0x %...
.
.
Uma obs:
Toda a gente sabe como são as negociatas da máfia do armamento: são fornecidas armas a «grupos rebeldes» (sim, é verdade: os «grupos rebeldes» não possuem fábricas de armamento)... depois, em troca, a máfia do armamento tem acesso a recursos naturais (petróleo, etc) fornecidos pelos «grupos rebeldes» ao desbarato;
E MAIS: a máfia do armamento procura encaminhar refugiados de guerra para locais aonde ela possui investimentos... que é necessário rentabilizar (abundância de mão-de-obra servil, etc).
Ora o que é que o Parlamento Europeu (está infestado de europeus com tiques dos impérios) faz: exerce todo o tipo de ameaças (coacções, sanções, etc) sobre aqueles que não se querem vender à máfia do armamento... ou seja, povos autóctones que querem sobreviver pacatamente planeta.
E POIS É, COMO SERIA DE ESPERAR: o parlamento europeu não chama à responsabilidade os países aonde a máfia do armamento tem instaladas as suas fábricas.
.
.
.
.
Anexo:
MOBILIZAÇÃO DE NACIONALISTAS PARA O SEPARATISMO-50-50
.
Ou seja: mobilização de quem se interessa/preocupa com a sustentabilidade demográfica e financeira.
.
Mais: o importante legado dos Nacionalistas para o futuro é:
-» criar condições para que as pessoas que valorizam mais a sua condição autóctone, do que a sua condição globalization-lover, possam viver em PAZ E LIBERDADE!
-» ou seja:
- Todos Diferentes, Todos Iguais... isto é: todas as Identidades Autóctones devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no planeta -» INCLUSIVE as de rendimento demográfico mais baixo, INCLUSIVE as economicamente menos rentáveis.
.
.
Nota 1: Os 'globalization-lovers', UE-lovers. smartphone-lovers (i.e., os indiferentes para com as questões políticas), etc, que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa.
-»»» blog http://separatismo--50--50.blogspot.com/.
.
Nota 2: Os Separatistas-50-50 não são fundamentalistas: leia-se, para os separatistas-50-50 devem ser considerados nativos todas as pessoas que valorizam mais a sua condição 'nativo', do que a sua condição 'globalization-lover'.
.
Nota 3: É preciso dizer NÃO à democracia-nazi! Isto é, ou seja, é preciso dizer não àqueles... que pretendem democraticamente determinar o Direito (ou não) à Sobrevivência de outros!!!

Comentar post

About

Da autoria de Alexandre Guerra, o blogue O Diplomata foi criado em Fevereiro de 2007, mantendo, desde então, uma actividade regular na blogosfera.

Facebook

O Diplomata

Promote Your Page Too

subscrever feeds

Contacto

maladiplomatica@hotmail.com

tags

todas as tags

pesquisa

arquivos