Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Diplomata

Opinião e Análise de Assuntos Políticos e Relações Internacionais

O Diplomata

Opinião e Análise de Assuntos Políticos e Relações Internacionais

Conferência polémica sobre o racismo omite Israel e Médio Oriente da declaração final

Alexandre Guerra, 20.04.09

 

Representantes de vários países estão hoje reunidos em Genebra para uma conferência contra o racismo promovida pelas Nações Unidas.

 

Sob forte polémica, tendo inclusive vários países boicotado o encontro como resposta à presença do Presidente do Irão, Mahmoud Ahmadinejad, espera-se que a declaração final seja de difícil consenso e que se materialize num documento inócuo. Para já, fica aqui o "draft" sem quaisquer referências a Israel ou ao Médio Oriente. 

 

Sinais de Ahmadinejad poderão enquadrar-se numa lógica de aproximação a Washington

Alexandre Guerra, 19.04.09

 

 

Do Irão surgem sinais interessantes que podem estar relacionados com as mais recentes declarações do Presidente Barack Obama, manifestando abertura para uma aproximação diplomática entre Washington e Teerão. 

 

Num gesto inédito, o Presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, parece querer aproveitar essa oportunidade ao avisar o Ministério Público do seu país que a jornalista Roxana Saberi, detida sob a acusação de espionagem, deve ter direito a uma defesa legal de modo a que possa ter um processo jurídico justo. 

 

Este tipo de atitude é pouco usual em Mahmoud Ahmadinejad, sobretudo se se tiver em conta que a jornalista americo-iraniana é acusada de espionagem a favor dos Estados Unidos. Saberi foi condenada a oito anos de prisão num julgamento secreto de um dia, o que provocou críticas de Washington. 

 

Ao contrário do que tem acontecido, Ahmadinejad parece ter sido sensível às críticas americanas, abrindo caminho para que o advogado de Saberi interponha um recurso. Na carta que o Presidente iraniano enviou ao Ministério Público disse que os direitos legais de Saberi, assim como do bloguer iraniano de ascendência canadiana, Hossein Derakhshan, detido desde Novembro, não devem ser colocados em causa de forma alguma.

 

Apesar de Mahmoud Ahmedinejad ter adoptado uma posição mais conciliatória com as críticas de Washington, será importante estar-se atento ao discurso que amanhã proferirá na conferência das Nações Unidas contra o racismo, em Genebra, e perceber se o seu tom será mais amistoso face aos Estados Unidos, não comprometendo os esforços de aproximação entre Washington e Teerão.