Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Diplomata

Opinião e Análise de Assuntos Políticos e Relações Internacionais

O Diplomata

Opinião e Análise de Assuntos Políticos e Relações Internacionais

Hamid Karzai aceita derradeira ronda eleitoral com "fair play"

Alexandre Guerra, 20.10.09

 

 

A 31 de Agosto e perante a euforia desenfreada pós-eleitoral manifestada por várias chancelarias com o suposto sucesso das presidenciais afegãs, o Diplomata abordou neste espaço a estranheza por aquelas manifestações de entusiasmo.

 

Quase dois meses depois, a equipa de observadores das Nações Unidas exigiu que fosse realizada uma segunda volta a 7 de Novembro entre o Presidente Hamid Karzai e o seu principal oponente, Abdullah Abdullah.

 

Afinal, chegou-se à conclusão que houve irregularidades em 210 locais de voto, obrigando à invalidação dos actos eleitorais ali praticados.

 

Perante este cenário, os observadores das Nações Unidas consideraram que ao contrário dos 55 por cento de votos, que deram a vitória a Karzai sem necessitar de uma segunda volta, a recontagem coloca-o um pouco acima dos 48 por cento. E assim, a lei eleitoral exige a realização da derradeira ronda.

 

De acordo com alguns analistas, pode ser possível que Karzai e Abdullah possam chegar a um acordo de entendimento para a formação de um Governo de unidade nacional. Os próximos dias serão cruciais para se perceber a tendência política dos dois candidatos.

 

No meio deste processo, o Diplomata gostaria apenas de deixar uma nota de "fair play" ao Presidente Hamid Karzai que aceitou tranquilamente o processo de recontagem dos votos, uma atitude que obviamente se espera de um chefe de Estado responsável, mas que nem sempre se verifica em processos deste género.