Domingo, 2 de Março de 2014

Nestas circunstâncias é bastante conveniente que a Ucrânia não faça parte da NATO

 

Nas actuais circunstâncias é bastante conveniente que a Ucrânia não faça parte da NATO, porque, caso o fizesse, neste momento os Estados Unidos e aliados tinham um grave problema em mãos: ao abrigo do artigo 5º da Aliança estariam obrigados a retaliar contra a Rússia. É sobretudo naquele artigo que assenta todo o conceito de "defesa colectiva" da NATO, ao enunciar que "um ataque contra um ou vários membros é considerado um ataque contra todos".

 

Publicado por Alexandre Guerra às 21:08
link do post | comentar
partilhar

About

O Diplomata é um blogue individual e foi criado em Fevereiro de 2007, mantendo, desde então, uma actividade regular na blogosfera.

Facebook

O Diplomata

Promote Your Page Too

Rubricas

Momentos com história; Leituras; Registos; Pontos de interesse; O despacho...; Apontamentos históricos; Dispatches from...

subscrever feeds

Contacto

maladiplomatica@hotmail.com

tags

todas as tags

pesquisa

arquivos