Sexta-feira, 28 de Fevereiro de 2014

Farage desafia Labour e Tories com "namoro" ao eleitorado feminino

 

Nigel Farage, líder do UKIP

 

Com as eleiçoes europeias praticamente "à porta" e motivado por alguns sucessos eleitorais recentes, o UKIP (UK Independence Party) parece estar cada vez mais confiante num bom resultado a 25 de Maio. Quem o diz é o seu líder Nigel Farage, que acredita que o UKIP representa "agora a maior ameaça ao 'establishment' político [britânico] dos tempos modernos".

 

É uma afirmação arrojada, mas não totalmente despojada de argumentos válidos, porque as sondagens (e os resultados) demonstram que aquele partido tem vindo a ganhar apoio a nível nacional. Será o suficiente para se meter no meio do Labour e dos Tories? Isso se verá no dia 25 de Maio.

 

Uma coisa é certa, o UKIP tem apostado em temas mobilizadores, embora, por vezes, de forma bastante demagógica (tão do agrado do eleitorado). A mais recente cartada é dirigida às mulheres. Num "piscar de olhos" ao eleitorado feminino, Farage disse que uma das maiores mudanças no UKIP tem sido a ascensão das mulheres no seio do partido. "There are women candidates at number one and number two on the [European elections] lists", disse Farage.  E foi inteligente na sua abordagem ao valorizar o mérito daquelas mulheres em detrimento da lógica de quotas (um mecanismo politicamente correcto, mas redutor da condição feminina na sociedade, diz o Diplomata). 

 

Publicado por Alexandre Guerra às 15:53
link do post | comentar
partilhar

About

O Diplomata é um blogue individual e foi criado em Fevereiro de 2007, mantendo, desde então, uma actividade regular na blogosfera.

Facebook

O Diplomata

Promote Your Page Too

Rubricas

Momentos com história; Leituras; Registos; Pontos de interesse; O despacho...; Apontamentos históricos; Dispatches from...

subscrever feeds

Contacto

maladiplomatica@hotmail.com

tags

todas as tags

pesquisa

arquivos