Domingo, 27 de Abril de 2014

Apontamentos históricos

 

"A Constituição de 1933 consagrava um chefe de Estado eleito por sufrágio universal para um mandato de sete anos e dotado de plenos poderes para nomear e demitir o presidente do Conselho de Ministros. Esta solução, que Salazar teve de aceitar como parte de uma negociação implícita com as Forças Armadas, destinava-se a contemplar a parceria Salazar-Carmona. Do ponto de vista de Salazar, era uma solução excelente, já que Carmona mantinha o Exército na ordem e não se envolvia no dia-a-dia da política."

 

in "Salazar" de Filipe Ribeiro de Meneses (D. Quixote, 2009)

 

Publicado por Alexandre Guerra às 20:04
link do post | comentar
partilhar

About

O Diplomata é um blogue individual e foi criado em Fevereiro de 2007, mantendo, desde então, uma actividade regular na blogosfera.

Facebook

O Diplomata

Promote Your Page Too

Rubricas

Momentos com história; Leituras; Registos; Pontos de interesse; O despacho...; Apontamentos históricos; Dispatches from...

subscrever feeds

Contacto

maladiplomatica@hotmail.com

tags

todas as tags

pesquisa

arquivos