Domingo, 6 de Abril de 2014

Apontamentos históricos

 

"Os Açores desempenharam um papel vital no prolongado planeamento militar anglo-português nos anos intermédios da guerra, supervisionado directamente por Salazar. Acordou-se enfim que, no cas de a Alemanha invadir Portugal, fosse por que razão fosse, haveria defesa simbólica do território continental, enquanto o Governo se transferiria para os Açores. Visto que uma invasão de Portugal só poderia ocorrer se Espanha estivesse em guerra com os Aliados, este cenário também incluía a queda de Gibraltar: por este motivo, deter o controlo dos Açores era crucial para Londres e Washington. Para ajudar à sua defesa, e seguindo conselho britânicos, os portugueses tinham começado a construir, em 1943, duas pistas para uso militar. 

 

[...] A 8 de Junho [de 1943] Campbell [embaixador britânico em Lisboa] estava agora em condições de oferecer a Portugal uma quantidade apreciável de artilharia. [...] Parecia chegada a hora de formalizar o pedido, ao abrigo dos termoss d Aliança, para usar as bases dos Açores, evitando medidas mais dramáticas. Iniciaram-se conversações  formais sobre os Açores a 18 de Junho de 1943, quando Campbell abordou o assunto pela primeira vez com Salazar; foi feito um pedido para o uso, por aviões de reconhecimento, das ilhas de São Miguel e da Terceira, bem como para um reabastecimento irrestrito de escoltas em São Miguel ou no Faial. [...] A 23 de Junho, Salazar deu a Campbell uma resposta favorável."

 

in "Salazar" de Filipe Ribeiro de Meneses (D. Quixote, 2009)

 

Publicado por Alexandre Guerra às 18:30
link do post | comentar
partilhar

About

O Diplomata é um blogue individual e foi criado em Fevereiro de 2007, mantendo, desde então, uma actividade regular na blogosfera.

Facebook

O Diplomata

Promote Your Page Too

Rubricas

Momentos com história; Leituras; Registos; Pontos de interesse; O despacho...; Apontamentos históricos; Dispatches from...

subscrever feeds

Contacto

maladiplomatica@hotmail.com

tags

todas as tags

pesquisa

arquivos